SOL










Espero por ti todos os dias,
estrela incandescente,
que apareças pela manhã.
Aguardo por ti na escuridão,
aurora minha risonha,
quando desperto enfadonha,
enches-me do teu calor.
Tu que o mundo fazes girar,
espero por ti no meu respirar.

Luz ofuscante,
que me vertes deslumbrante,
traz o teu abraço bronzeado.
Brisa que me aquece,
vitamina para o meu sentimento,
raios de verão trazidos pelo vento,
dourando a minha pele.
Esperarei sempre por ti em cada dia que passa
Da noite para o dia fica o despertar na minha vidraça.

Lágrimas


“Se me ponho a cismar em outras eras
Em que ri e cantei, em que era querida,
Parece-me que foi noutras esferas,
Parece-me que foi numa outra vida ... “
         

  Florbela Espanca,
           "Livro de Mágoas"




Como rios descontrolados,
navegam pelas faces.
Transborda a dor infinita,
que queima e mortifica.

Olhos encharcados em fogo,
como lava descendo os vales
percorrendo cada poro,
afogando meus males.

Significado verdadeiro,
em cada uma que cai.
Quero ir contigo
vai lágrima vai…

Teu rio percorres,
até à foz do sentimento.
Ó lágrima salgada,
leva também meu pensamento.

Dor que vai amainando.
Quando no mar desaguas,
contigo arrastando e levando
Tristezas minhas e mágoas tuas.                                               

Momento



Por instantes o teu olhar,
No  meu se fixou.
Verdadeira magia no ar,
o mundo parou.

O teu olhar inunda o meu ser,
e invade minha alma.
Enche-me de bem-querer,
devolve-me a calma.

Momento de ternura,
impossível de comparar.
Sensivelmente loucura,
na memória vai ficar.

Queria que esse momento,
permanecesse para sempre.
E ficar assim a olhar-te,
eternamente.